quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Estudando as quatro estações

E.M.F.Padre Edgar  Aquino Rocha
 Direção: Marleci Gonçalves
Supervisão: Vanuza Pires
Orientação Pedagógica: Raquel  dos Santos 
Ano Letivo: 2012
Ano  envolvido: 2º           
Turma: 21
Professora:  Roseane Bortoncello
Objetivos da aprendizagem 
Relacionar o processo de translação com as estações do ano.
Pesquisar sobre a relação das estações do ano com a sobrevivência dos seres vivos.
Identificar   as estações do ano, mostrando as características  de  cada uma delas.
Desenvolver  a imaginação e a criatividade através da elaboração de desenhos sobre as quatro estações.
Atividades desenvolvidas
 Iniciamos   a   aula  assistindo o   o vídeo a seguir:
Doki descobre as estações do ano, disponível em: http://www.youtube.com/watch?v=c7KaOPr-swE  (acessado dia 04/10/2012). 

Os alunos  foram  divididos em equipes de até 5 integrantes.  Cada equipe  pesquisou  temas referentes às estações do ano  através de sites previamente estabelecidos, abrangendo os seguintes subtemas:
Quais as características de cada estação do ano?
O que muda nas plantas e animais em cada estação do ano?
Qual a importância das estações do ano?
O que podemos fazer   em cada estação quando  ficamos em casa?
Foi determinado um  tempo de pesquisa, em média 30   minutos. Solicitei  aos alunos que  conversassem  em voz baixa para organizar a pesquisa e evitar que outros colegas  pesquisem as mesmas informações.   Ressaltei que  além de texto é importante visualizar e pesquisar outras mídias (vídeos, áudios, imagens). Ao final da pesquisa eles representaram suas pesquisas  com desenhos  e  um texto caracterizando cada uma das estações do ano .
 Nossos  registros 
 Desenhando as quatro estações.





Nossas  fotos 
Assistindo o vídeo    

Doki descobre as estações do ano




Produzindo o texto sobre as estações 



Recursos  utilizados
Nets
Sites  indicados para pesquisas
Brasil escola, estações do ano, disponível em: http://www.brasilescola.com/geografia/estacoes-ano.htm  (acessado dia 04/10/2012).
Brasil escola, verão, disponível em: http://www.brasilescola.com/geografia/verao.htm  (acessado dia 04/10/2012).
Brasil escola, primavera, disponível em: http://www.brasilescola.com/geografia/primavera.htm   (acessado dia 04/10/2012).
Ciência à mão, estações do ano, disponível em: http://www.cienciamao.if.usp.br/tudo/busca.php?key=estacoes%20do%20ano  (acessado dia 04/10/2012).
Fiocruz, estações do ano, disponível em: http://www.fiocruz.br/biosseguranca/Bis/infantil/estacoes-ano.htm    (acessado dia 04/10/2012).
Brasil escola, equinócio, disponível em: http://www.brasilescola.com/geografia/equinocio.htm   (acessado dia 04/10/2012).
Precessão do eixo da Terra, disponível em: http://astro.if.ufrgs.br/fordif/node8.htm   (acessado dia 04/10/2012).
Brasil escola, solstício, disponível em: http://www.brasilescola.com/geografia/solsticio.htm  (acessado dia 04/10/2012).           
Folhas,  lápis de  cor, giz   de  cera. 
Avaliação
 Observei  a coerência nos desenhos  e textos representando   cada uma das  quatro estações.
Foi   considerado satisfatório, pois os  grupos trabalharam em harmonia,  dividindo as tarefas  e participando ativamente  da  proposta. 

Sugestões para o próximo trabalho
Ampliar o trabalho  com o tema  através de poesias,  observando  as rimas.
Distribuir e ler com os alunos as duas poesias abaixo:
  
Após a leitura e a compreensão oral dos textos, a professora deve explicar que os dois textos  são exemplos de poesia. Dessa forma, têm como característica versos curtos, texto dividido em estrofes e muitas vezes os versos possuem rimas.
Entregar para os alunos uma cópia da poesia "As estações do ano" e pedir que as crianças circulem as rimas.
A partir do tema estudado, fazer uma produção textual , em forma de poesia, com as crianças falando sobre as estações do ano. Nesse momento a professora deve deixar os alunos à vontade para dar ideias, falar  as letras que formam cada palavra  e tentar formar rimas com algumas palavras.
A professora pode dividir a sala em quatro grupos (primavera, verão, outono e inverno) e sortear uma estação do ano para cada grupo criar um painel decorativo. Deve distribuir cartolina, pincel, tinta, canetinha, cola colorida e papel colorido para cada grupo criar seu painel com o tema sorteado.


  









Fica aqui uma dica para aula de arte!


Estrutura Curricular

Modalidade / Nível de EnsinoComponente CurricularTema
Educação InfantilArte VisualO fazer artístico
Ensino Fundamental InicialArtesArte Visual: Arte visual como produção cultural e histórica
Ensino Fundamental FinalArtesArte Visual: Arte visual como produção cultural e histórica

Dados da Aula

O que o aluno poderá aprender com esta aula
Ao final desta aula o aluno deverá ser capaz de:
o   Conhecer a produção poética de alguns artistas que apresentam em suas obras brincadeiras e folguedos;
 o   Recuperar cantigas de rodas e brincadeiras, por meio de pesquisa com pessoas idosas;
o   Tecer um paralelo entre as brincadeiras do passado e as da contemporaneidade;
o   Trabalhar, por meio da assemblagem, a reelaboração de uma das obras estudadas, inserindo nesta elementos das brincadeiras contemporâneas.
Duração das atividades
4 Aulas de 50 minutos
Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno
Sobre Assemblagem:
  • O termo assemblagem é incorporado às artes em 1953, cunhado por Jean Dubuffet (1901 - 1985) para fazer referência a trabalhos que, segundo ele, "vão além das colagens". O princípio que orienta a feitura de assemblagens é a "estética da acumulação": todo e qualquer tipo de material pode ser incorporado à obra de arte. O trabalho artístico visa romper definitivamente  as fronteiras entre arte e vida cotidiana; ruptura já ensaiada pelo dadaísmo, sobretudo pelo ready-made de Marcel Duchamp (1887 - 1968) e pelas obras Merz (1919), de Kurt Schwitters (1887 - 1948). A idéia forte que ancora as assemblagens diz respeito à concepção de que os objetos díspares reunidos na obra, ainda que produzam um novo conjunto, não perdem o  sentido original. Menos que síntese, trata-se de justaposição de elementos, em que é possível identificar cada peça no interior do conjunto mais amplo. A referência de Dubuffet às colagens não é casual. Nas artes visuais, a prática de articulação de materiais diversos numa só obra leva a esse procedimento técnico específico, que se incorpora à arte do século XX com o cubismo de Pablo Picasso (1881 - 1973) e Georges Braque (1882 - 1963). Ao abrigar no espaço do quadro elementos retirados da realidade - pedaços de jornal, papéis de todo tipo, tecidos, madeiras, objetos etc. -, a colagem liberta o artista de certas limitações da superfície. A pintura passa a ser concebida como construção sobre um suporte, o que pode dificultar o estabelecimento de fronteiras rígidas entre pintura e escultura. Em 1961, a exposição The art of Assemblage, realizada no Museum of Modern Art - MoMA de Nova York, reúne não apenas obras de Dubuffet, mas também as combine paintings de Robert Rauschenberg (1925 - 2008) e a junk sculpture, e isso leva a pensar que a assemblagem como procedimento passe a ser utilizada nas décadas de 1950 e 1960, na Europa e nos Estados Unidos, por artistas muito diferentes entre si. Disponível em: <http://www.itaucultural.org.br/aplicExternas/enciclopedia_IC/index.cfm?fuseaction=termos_texto&cd_verbete=325> Acesso em: 29/08/2009.    
Estratégias e recursos da aula
Aula 1
  • Selecionar algumas imagens de trabalhos de artistas que representem brincadeiras de crianças;
  • Seguem alguns exemplos:   

Crianças brincando com bolinha de gude em um trabalho de Brueghell disponível em:muriquinhos.blogspot.com/2009_04_01_archive.html 


Portinari – Moleques pulando cela - Disponível em: http://3.bp.blogspot.com/_lRzn-BN72fw/SdYjiwQPpEI/AAAAAAAAAek/R17fZgxewyg/s1600-h/Portinari+Moleques+pulando+cela+1958.jpg Licídio Lopes: 


Futebol – Portinari. Disponível em :   http://2.bp.blogspot.com/_trwDiiomHPM/SfjozKdr4OI/AAAAAAAAABI/6f5YCDrxv4g/s1600-h/futebol.jpg ;


  • Projetar para os alunos as imagens ou colá-las nas paredes da sala de aula;
  • Conversar com os alunos sobre as brincadeiras que eles têm costume de fazer com os amigos e colegas, na escola, em casa, nos clubes, nas praças ou nas ruas;
  • Comparar as brincadeiras apresentadas nas imagens com as brincadeiras atuais;
  • Ajudar os alunos a elaborarem um questionário a ser feito com seus familiares de idade mais avançada, com o intuito de descobrir as cantigas e as brincadeiras exixtentes no tempos que estes eram crianças;
  • Segue exemplo de questionário:
  1. - Onde brincavam?
  2. - Como eram os brinquedos de sua época, de quê eram feitos?
  3. - Como os garotos e as garotas se encontravam para brincar?
  4. - Quais as cantigas de sua época de criança?

  • Solicitar aos alunos que registrem, por escrito, estas entrevistas e tragam-nas na próxima aula para serem socializadas.

 Aula 2

  • Socializar as pesquisas realizadas pelos alunos;
  • Pedir os alunos que expliquem e brinquem de algumas brincadeiras relatadas pelos entrevistados;
  • Comparar as bincadeiras do ontem com as do hoje (era virtual).

 Aula 3

  • Escolher uma das imagens apresentadas na primeira aula reproduzindo-a em xerox, tamanho A4;
  • solicitar que os alunos interfiram nesta imagem com desenhos e colagens, que remetem brincadeiras de seu tempo;
  • Usar lápis de cor, recortes de revistas e outros elementos, configurando uma assemblagem.

 Aula 4
  • Expor os trabalhos na sala de aula e discutir com os alunos sobre o resultado final;
  • Levar CDS com cantigas de roda e demais cantigas infantis, para que os alunos possam cantar e dançar ao ouví-las;
  • Encerrar a atividade , solicitando aos alunos que façam uma avaliação individual de suas percepções sobre o assunto enfocado e trabalhado nas aulas.    
Recursos Complementares
Cantigas de roda. Disponível em: cantigasquefezpartedaminhainfncia.blogspot.com/  
Avaliação
  • A avaliação, neste trabalho, será realizada ao final das atividades, quando serão observadas as percepções dos alunos quanto à diferença entre as brincadeiras nos diferentes tempos, seus envolvimentos nas discussões e suas participações nos folguedos, bem como através do resultado plástico da assemblagem construída e a interferência dos alunos em sua elaboração.
Modificações :
Iria   propor as alunos   um recreio dirigido  com as  brincadeiras que  estudamos.    

Atenção Pessoal



Esses blogs são  demais! Vale a pena  visitá-los!



CANTINHO EDUCATIVOBLOGS EDUCACIONAIS 

terça-feira, 13 de novembro de 2012